Saiba como se preparar para adotar uma criança no Brasil

Saiba como se preparar para adotar uma criança no Brasil

Postado em:
Blog - Saúde Infantil
- 09/01/2019 19:58:14

Adotar uma criança é um ato muito bonito. Sem distinção, toda criança merece se sentir amada e acolhida. Ademais, é um processo muito delicado. A criança precisa passar por um processo de adaptação que requer muito cuidado. Ainda que jovem, já desenvolveu memórias e começou a esboçar sua personalidade. Logo, para garantir que a criança tenha uma vida feliz, a adoção não acontece de forma rápida.

Saiba mais sobre como adotar uma criança no Brasil.

Tempo do processo de adoção

Assim como em qualquer lugar do mundo, adotar uma criança no Brasil envolve muitas etapas. Certamente, é um processo legal como qualquer outro. A criança é passa a ter todos os direitos de um filho biológico. Exatamente pela seriedade do procedimento e toda a burocracia existente, o prazo para concluir o processo de adoção é de um ano.
Mas, não se desanime. Houveram diversas alterações em legislações adotivas recentemente. Uma delas é a diminuição de prazos e procedimentos, de forma a acelerar o trâmite dos processos. Também, os pais adotivos passam a ter o mesmo direito que pais biológicos possuem. Como por exemplo, licença a maternidade.  
O processo de adoção existe no Brasil desde 1828, mas apenas em 1916 foi determinado um procedimento.

Como funciona o processo para adotar uma criança no Brasil

Em primeiro lugar, é preciso um maior de idade para efetivar o processo de adoção. Você pode adotar independentemente do estado civil, mas o procedimento só se torna possível com uma diferença de 16 anos entre o pai ou mãe e a criança. Em seguida, você deve recorrer a um advogado para fazer uma petição e apresenta-la ao cartório da Vara de Infância.
Alguns dos documentos necessários para efetivar a adoção são:
• Identidade e CPF;
• Certidão de casamento ou nascimento;
• Comprovante de renda;
• Certidões cível e criminal;
• Declaração médica de sanidade física e mental.
Caso aprovado por juiz, você se torna habilitado para adotar uma criança. Também, é preciso que seja feito um curso de preparação psicossocial e jurídica para adoção. Ocorrerão diversas entrevistas e visita domiciliar por uma equipe especializada.

Cadastro de perfil da criança

Finalmente, você poderá descrever o perfil da criança. Você deve informar dados como sexo, idade e se deseja adotar irmãos. No caso de adoção de irmãos, a lei prevê que o grupo não deve ser separado. Mais uma vez, sempre visando a saúde e felicidade da criança que será acolhida. O laço entre irmãos é único e jamais deve ser rompido.

Possibilidade de guarda provisória

Após o estado encontrar um perfil compatível ocorre a apresentação para a criança. Claro, você terá acesso ao histórico dela. Caso queira seguir com o processo de adoção, a criança também tem o direito de escolher se deseja dar sequência ou não. Sem dúvidas, é um direito da criança morar com uma família em que se sinta protegida.
Caso seja interessante para os dois lados, o juiz irá determinar a guarda provisória. A criança já pode morar com você, mas visitas da equipe especializada continuarão acontecendo até que tenham a certeza que a criança está em boas mãos.

Formação de uma nova família

O procedimento para adotar uma criança no Brasil não é fácil. Também, não é rápido. Mas tudo é pensado para que o procedimento tenha sucesso. Enfim, você poderá aproveitar cada momento maravilhoso que terá com o novo membro da família.

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Entenda as fases do desenvolvimento infantil e sua importância
Entenda as fases do desenvolvimento infantil e sua importância
5 dicas para fazer uma viagem com crianças sem dores de cabeça
5 dicas para fazer uma viagem com crianças sem dores de cabeça
Saiba como escolher o melhor presente para criança
Saiba como escolher o melhor presente para criança
Nota de esclarecimento - Direito de resposta
Nota de esclarecimento - Direito de resposta
Conheça 5 desafios na educação de gêmeos e saiba como superá-los
Conheça 5 desafios na educação de gêmeos e saiba como superá-los