5 dicas para fazer uma viagem com crianças sem dores de cabeça

5 dicas para fazer uma viagem com crianças sem dores de cabeça

Postado em:
Blog - Doce Leitura
- 15/02/2019 15:32:47

Viajar com crianças pode ser o céu, mas também pode ser muito difícil. Elas são impacientes, agitadas e requerem uma atenção dobrada em ambientes estranhos. Além de paciência, os pais precisam tomar algumas providências para tornar esses momentos realmente inesquecíveis. 
A Doce Leitura entende isso e vai dar a você 5 dicas incríveis para fazer uma viagem com crianças sem dores de cabeça. Acompanhe!

Pense na segurança

Segurança é tudo! Para evitar acidentes e traumas maiores é sempre bom verificar todos os itens de segurança antes de realizar uma viagem. Primeiramente não esqueça nenhum documento da criança na hora de viajar como cartões de vacina, certidões, identidades, etc. 
Para quem viaja de carro, é extremamente importante o uso da cadeirinha adequada para bancos traseiros. Também é obrigatório o uso de bebê-conforto, poltrona de elevação e assento de elevação para transporte da criança no carro, independente da idade. 

Avalie os espaços kids

Crianças entediadas levam qualquer um à loucura. Elas precisam gastar energia, precisam ter o que fazer. Antes de fechar a reserva em um hotel ou em um restaurante avalie se o local dispõem de espaços kids para crianças e se existe um bom espaço para que eles corram à vontade.  
E mais! Verifique se os brinquedos são adequados à idade do seu pequeno, porque se não estiver, eles não vão querer ficar no espaço. É sério! Verifique isso, pois os seus momentos de tranquilidade podem depender disso. 

Leve alimentos saudáveis

Os pequenos são bem persuasivos quando querem. Resista à tentação de levar somente as coisas que eles gostam como salgadinhos industrializados, frituras, chocolates, doces e balas. Faça sanduíches saudáveis à base carne branca e hortaliças. Leve as frutas preferidas da criança e sobremesas divertidas a base de gelatinas. 
A ideia é pensar em alimentos nutritivos sem concentração de gorduras. Não se esqueça de levar bastante água e sucos. Armazene tudo isso, em um ambiente térmico para manter tudo fresquinho.

Tenha kit de primeiros socorros

Você sempre espera que tudo dê certo em uma viagem não é mesmo? Mas, para quem tem filhos pequenos sabe que nem sempre é assim que funciona. Crianças correm, sobem em árvores e quase sempre acabam se machucando. 
A primeira dica é: relaxe! Isso faz parte da infância. Além de cair e se machucar, elas podem ter uma dor de barriga, febre ou uma crise alérgica.  Para enfrentar esses problemas tenha sempre em mãos um kit de primeiros socorros com os seguintes itens:
  • Analgéticos;
  • Antitérmicos;
  • Remédios para náuseas e vômitos
  • Antialérgicos;
  • Termômetros;
  • Curativos (gaze, curativos, adesivos);
  • Pomadas para assaduras e queimaduras;
  • Protetor solar;
  • Remédio para dor de cabeça.
É sempre bom lembrar! Utilize remédios receitados pelo pediatra da criança.

Registre todos os momentos

Dizer isso para uma mãe parece até chover no molhado, mas é sempre bom lembrar. Verifique se a máquina de fotografar, ou o celular está em boas condições para que você registre todos os momentos vivenciados na viagem. 
Retire todas as fotos antigas, em um backup, para que haja espaço para as 1001 fotos e filmagens que você fará. Acredite! Será maravilhoso quando os pequenos já tiveram grandes, poder rever estes momentos e lembrar que vocês foram muito felizes!

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Entenda as fases do desenvolvimento infantil e sua importância
Entenda as fases do desenvolvimento infantil e sua importância
Saiba como escolher o melhor presente para criança
Saiba como escolher o melhor presente para criança
Nota de esclarecimento - Direito de resposta
Nota de esclarecimento - Direito de resposta
Conheça 5 desafios na educação de gêmeos e saiba como superá-los
Conheça 5 desafios na educação de gêmeos e saiba como superá-los
Saiba o que fazer para estimular a linguagem oral e escrita na educação infantil
Saiba o que fazer para estimular a linguagem oral e escrita na educação infantil